RJ investiga 46 casos suspeitos da variante ômicron em 9 municípios

Imagem destaca variante ômicron do coronavírus feita com um microscópio (arquivo) — Foto: Cortesia Faculdade de Medicina da Universidade de Hong Kong

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) do Rio de Janeiro informou neste sábado que 46 casos suspeitos da variante ômicron são investigados pela Subsecretaria de Vigilância e Atenção Primária à Saúde em nove municípios. As análises, segundo a pasta, começaram na sexta-feira (24) – veja abaixo a relação de casos suspeitos por município.

  • Rio de Janeiro (31 casos suspeitos)
  • Angra dos Reis (4 casos suspeitos)
  • Cabo Frio (1 caso suspeito)
  • Macaé (2 casos suspeitos)
  • Nilópolis (1 caso suspeito)
  • Niterói (2 casos suspeitos), São Gonçalo (1 caso suspeito)
  • Saquarema (1 caso suspeito)
  • Volta Redonda (3 casos suspeitos)

A SES informou ter sido comunicada na sexta pela Rede Dasa RJ de 46 testes do tipo RT-PCRs para Covid que indicaram a presença da variante ômicron. As amostras foram coletadas entre os dias 1º e 20 deste mês.https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

A secretaria ressalta que não se tratam de casos confirmados da variante, porque a análise usada nos testes serve como “método de triagem”. De acordo com a Saúde do RJ, “as amostras serão sequenciadas pela Dasa e os resultados sairão nas próximas semanas”.

LEIA MAIS:

Festa de confraternização contaminou 23 funcionário com a variante ômicron

Alemanha registra 1ª morte provocada pela variante ômicron do coronavírus

Porto Alegre confirma transmissão comunitária da variante ômicron

Em paralelo, a SES comunicou que entrou em contato com as vigilâncias sanitárias dos municípios para que eles possam fazer a investigação e acompanhar os pacientes e as pessoas com quem eles tenham tido contato.

Nos pacientes que ainda for possível realizar o PCR, a SES informou que equipes das vigilâncias municipais “vão coletar o exame para encaminhar ao Laboratório Central de Saúde Publica Noel Nutels (Lacen RJ)”.

Os casos positivos, disse a pasta, serão sequenciados no laboratório de referência da Fiocruz.

Capital concentra maioria dos casos suspeitos

Até o sábado (25) a capital concentrava a maioria dos casos com suspeita da variante, com 28 pessoas sendo monitoradas. Mas neste domingo (26), o secretário de Saúde, Daniel Soranz, informou ter sido notificado de mais três suspeitas aumentando o monitoramento de 28 pessoas para 31.

Via G1

Variante Ômicron