RJ vai abrir novos leitos para Covid, após citar ‘epicentro da variante delta’ na capital

RJ vai abrir novos leitos para Covid, após citar ‘epicentro da variante delta’ na capital

Secretaria Estadual de Saúde vai abrir chamamento público para contratação de vagas de CTI. Unidade em Volta Redonda que iria atender todos os pacientes volta a ser exclusiva para Covid-19

G1

A Secretaria Estadual de Saúde vai abrir 20 novos leitos para Covid-19, após detectar um aumento de casos na última semana. Um documento interno da pasta, obtido com exclusividade pelo G1, afirma que a cidade do Rio é o “epicentro da variante delta no país”.

O despacho pedia à Subsecretaria de Atenção à Saúde que avaliasse o aumento de leitos “com urgência“. As vagas serão abertas no Hospital Estadual Dr. Ricardo Cruz (HERCruz), unidade exclusiva para atendimento de Covid-19 em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

Em nota, a SES afirma que está colocando em prática um plano de contingência com medidas preventivas após identificar um “aumento, ainda pequeno, de casos na última semana”.

Além dos leitos na unidade na Baixada, o plano prevê chamamento público para contratação de leitos de CTI. O Hospital Zilda Arns, em Volta Redonda, que estava sendo transformado para atender pacientes não-Covid, vai voltar ao atendimento exclusivo.

Um levantamento por amostragem divulgado no último dia 4 pela própria SES apontava que 45% dos pacientes cariocas contaminados estavam com a cepa delta do coronavírus.

Esta semana, o secretário estadual de Saúde, Alexandre Chieppe, afirmou acreditar que na próxima pesquisa de sequenciamento genético, a delta já apareça como cepa predominante. Não foi dito quando esse estudo será apresentado.

Covid-19