Novos casos da variante Delta no RJ são de pessoas que não viajaram ao exterior

Novos casos da variante Delta no RJ são de pessoas que não viajaram ao exterior

Leitos de UTI no Hospital Ronaldo Gazzola, na zona norte do Rio de Janeiro, durante pandemia da Covid-19
Foto: Wilton Júnior/Estadão Conteúdo (10.mar.2021)

Os dois novos casos confirmados da variante Delta do coronavírus identificados no Rio de Janeiro são de pacientes que não foram vacinados e também não apresentam histórico recente de viagem ao exterior. As informações foram confirmadas nesta terça-feira (6) pelas prefeituras das duas cidades onde eles moram: Seropédica e São João de Meriti, na Região Metropolitana do estado.   

Os dois casos foram descobertos por meio de sequenciamentos genômicos e foram confirmados pelos municípios. Os pacientes são das cidades de Seropédica e de São João de Meriti.   

Leia mais

Novos casos da variante Delta são registrados no Rio de Janeiro

São Paulo registra primeiro caso positivo para a variante Delta do coronavírus

Cientistas apontam que variante Delta aumenta risco de reinfecções da Covid-19

Em São João de Meriti, o caso confirmado é de uma paciente de 22 anos que, de acordo com o município, está isolada em sua residência, onde recebe tratamento e fará novo teste após sete dias.

De acordo com a Prefeitura de Seropédica, a descoberta ocorreu por meio de um sequenciamento genético realizado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).   

A paciente já está curada, mas segue em isolamento domiciliar. Ela não viajou e ainda não recebeu dose de qualquer dos imunizantes contra a Covid-19.  

O paciente de São João de Meriti é um homem de 30 anos, que não viajou para o exterior, não teve contato com viajantes e também não recebeu a vacina contra o novo coronavírus. A descoberta do caso ocorreu em um teste realizado em quatro de julho, que teve a amostra encaminhada para análise pelo Laboratório Central de Saúde Pública Noel Nutels (Lacen/RJ), do governo do estado.

De acordo com a Prefeitura São João de Meriti, o paciente está bem e não transmite mais a doença. A amostra foi coletada dia 16 de junho.

Com esses, o Rio de Janeiro tem três casos da variante delta registrados desde o início da chegada da linhagem ao Brasil. O outro caso é de um homem de 35 anos, morador de Campos dos Goytacazes, que esteve na Índia e já está curado da doença.  

Procurada, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) afirmou manter um programa de monitoramento genômico em parceria com diversos laboratórios, para encontrar as possíveis modificações do vírus, e que esse sistema foi responsável pela detecção dos dois novos casos.

CNN

Variante Delta