Cidades do Rio começam a aplicar vacina de Oxford; capital iniciou hoje

 Vacina da Oxford é aplicada em profissional da saúde em Duque de Caxias (Imagem: divulgação)

Após a chegada dos 2 milhões de doses da vacina Oxford / AstraZeneca, cidades do Rio de Janeiro já deram início ao uso do imunizante contra a Covid-19. Entre elas, estão Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, e Búzios, na Região dos Lagos. Na capital fluminense, que já aplicou 60 mil vacinas da CoronaVac, a vacinação com o imunizante de Oxford/AstraZeneca começou hoje (27).

As 176.220 doses saíram segunda-feira da CGA (Coordenação Geral de Armazenagem) da SES (Secretaria Estadual de Saúde), em Niterói, para os 92 municípios do estado. A ação contou com uma grande operação logística aérea e terrestre para distribuição. 

Cerca de 4,8% das doses da vacina Oxford / AstraZeneca destinadas ao estado ficarão sob a guarda da Secretaria de Saúde, como reserva estratégica, guardadas na CGA, em caso de perdas de doses ou devidas correções na quantidade de vacinas.

No dia 25, cinco aeronaves —uma da Secretaria de Polícia Civil, duas do Corpo de Bombeiros e duas do governo do Estado— transportaram os imunizantes para 88 cidades das regiões Norte, Noroeste, Serrana, Baixada Litorânea, Médio Paraíba , Costa Verde, Centro Sul e Metropolitana 1.

De acordo com a Prefeitura de Niterói, a cidade completa 7.070 doses da vacina de Oxford que começarão a ser aplicada nesta quarta-feira (27) no público-alvo —profissionais de saúde e idosos que moram em instituições de longa permanência, por exemplo. A Secretaria de Saúde do município informou que todo o quantitativo será usado como primeira dose.

Até o momento, sobre a imunização com a vacina CoronaVac, desenvolvida em parceria do Instituto Butantan e a Sinovac, já foram aplicadas 4.790 doses das 11.620 recebidas em Niterói.

Já na Costa Verde, em Angra dos Reis, conforme 1.810 de doses chegaram hoje pela manhã e, de acordo com a prefeitura, serão somadas à CoronaVac. Após o término desta primeira, o município inicia a vacinação das doses de Oxford.

Em Paraty, as novas doses começamão a ser aplicadas amanhã. A cidade verificada 410 delas.

No sul do estado, em Barra Mansa e Três Rios, o esquema será o mesmo. A vacina de Oxford só será usada após terminar o estoque da CoronaVac. Já em Volta Redonda, uma prefeitura informou que a previsão é de que as vacinas comecem a ser aplicada ainda hoje.

Prefeitura do Rio começou uma nova fase de vacinação contra a covid-19 nesta quarta 

Hoje, a cidade recebeu 76 mil da AstraZeneca.

Até o dia 3 de fevereiro, profissionais de saúde com 60 anos ou mais que atuam nas redes públicas e privada devem procurar uma das 236 clínicas da família e centros municipais de saúde para tomar a vacina. Devem portar documentos e comprovante de seus conselhos de classe.

Neste período, também será finalizada a vacinação dos funcionários de urgência e emergência das unidades hospitalares no atendimento à covid-19 e dos que realizam exames da doença. A Secretaria Municipal de Saúde esclareceu que ambas as vacinas serão utilizadas.

Foram vacinados idosos acima dos 60 anos e pessoas com deficiência moradoras de abrigos e asilos, indígenas, quilombolas, trabalhadores da saúde da atenção primária ligados à campanha de vacinação e profissionais de saúde da linha de frente do atendimento contra Covid-19 de unidades hospitalares de urgência e emergência.

Serão contemplados os seguintes profissionais com 60 anos ou mais:

assistentes sociais;

biólogos;

biomédicos;

enfermeiros;

farmacêuticos;

fisioterapeutas;

fonoaudiólogos;

funcionários do sistema funerário que tenham contato com cadáveres potencialmente contaminados;

médicos veterinários e seus respectivos técnicos e auxiliares;

médicos;

nutricionistas;

odontólogos;

profissionais de educação física;

psicólogos;

terapeutas ocupacionais.

Aplicação imediata

A Subsecretaria de Vigilância em Saúde informou que todas as doses da vacina de Oxford/AstraZeneca enviadas pelo Ministério da Saúde para o estado do Rio foram distribuídas aos municípios em única remessa para aplicação imediata. A medida foi tomada tendo em vista que a aplicação da segunda dose pode ser realizada com intervalo de 90 dias após a primeira.

Já a remessa da segunda dose da CoronaVac para os municípios está programada, segundo o governo do Rio, para a primeira semana de fevereiro, de modo que possa ser aplicada nas mesmas pessoas que receberam a primeira dose, obedecendo o intervalo de 21 dias entre a primeira e segunda aplicações.

Ascom/CES-RJ, com informações de UOL Notícias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s