Vazam dados de 16 milhões de brasileiros que fizeram teste de Covid-19

Vazam dados de 16 milhões de brasileiros que fizeram teste de Covid-19

Imagem: Freepik

Mais de 16 milhões de brasileiros que se submeteram a testes para Covid-19 em todo o país tiveram dados vazados após as senhas do sistema eletrônico do Ministério da Saúde serem expostas. Os dados foram expostos por Wagner Santos , funcionário do Hospital Albert Einstein. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Entre as informações vazadas estão dados pessoais como CPF, endereço, telefone e doenças pré-existentes. Chefes do Executivo e do Legislativo estão entre as pessoas que tiveram dados expostos.

Ao todo, 17 governadores estão na lista, além do presidente Jair Bolsonaro. Confira a lista:

Jair Bolsonaro, presidente da República;
Eduardo Pazuello, ministro da Saúde;
Onyx Lorenzoni, ministro da Cidadania;
Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos;
João Doria (PSDB), governador de São Paulo;
Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara;
Davi Alcolumbre (DEM-AP),presidente do Senado.

Falha humana

Wagner Santos tinha acesso liberado ao banco de dados do Ministério da Saúde por trabalhar em um projeto em parceria com a pasta.

Os dados foram compartilhados no perfil pessoal de Santos e também na plataforma GitHub, em 28 de outubro. Ele alegou que a publicação foi feita para realizar um teste de implementação, mas esqueceu de remover o arquivo da página pública.

O Ministério da Saúde e o Hospital Albert Einstein disseram ao jornal O Estado de S. Paulo que as chaves de acesso foram trocadas. Uma investigação interna será aberta para apurar o caso.

Jornal O Dia

Notícias em Saúde