Notícias do Conselho

Apoio do CES-RJ às medidas de isolamento social, à campanha do CNS para a unificação de todos os leitos de UTI (fila única) e às medidas econômicas que garantam o direito da população à quarentena

nota pública do ces

NOTA PÚBLICA

Apoio do CES-RJ às medidas de isolamento social, à Campanha do CNS para a unificação de todos os leitos de UTI (fila única) e às medidas econômicas que garantam o direito da população à quarentena

A Comissão Executiva do Conselho Estadual de Saúde do Rio de Janeiro  comunica que apoia as medidas de isolamento social como  a única forma até agora cientificamente comprovada de conter os efeitos deletérios da pandemia da Covid-19, principalmente no que diz respeito ao colapso da rede hospitalar por excesso de pacientes, demandando cuidados intensivos.

Informa ainda que apoia a campanha do Conselho Nacional de Saúde para unificação de todos os leitos de UTI disponíveis sob gerência do Sistema Único de Saúde (SUS). Medida ética e política que garanta que o acesso aos mesmos se dê por critérios técnicos e não pelo poder econômico.

Também esclarecemos que apoiamos medidas econômicas que garantam o direito à quarentena do conjunto da população. É inadmissível que protelações burocráticas estejam impedindo o acesso a população da renda emergencial de 600 reais. Lamentamos ainda a forma pouco planejada que esses pagamentos vêm sendo feitos. Tornando seu recebimento um risco sanitário devido às aglomerações. Medidas de renda mínima devem ser implementadas, além da ajuda aos pequenos e médios empresários para que não demitam ou reduzam salários, minimizando assim os efeitos da quarentena.

É preciso ainda que a população entenda que medidas bairristas não resolverão a questão hospitalar que tende a se tornar cada vez mais aguda. O SUS deve ser pensado cada vez mais como uma rede nacional.

Precisamos combater os discursos negacionistas em relação à pandemia. Eles literalmente matam. É preciso que autoridades públicas e sociais entendam sua responsabilidade neste momento.

Os profissionais de saúde devem ser valorizados e cuidados nesse momento. São soldados imprescindíveis em uma batalha onde lutam para salvar nossas vidas e de nossos entes queridos. É aberrante que se esteja discutindo nesse momento congelamentos salariais que os envolvam.  Devem ser protegidos principalmente no que tange ao fornecimento adequado de equipamentos de proteção.

De resto, é importante que o controle social (Conselho Nacional de Saúde, conselhos estaduais e municipais) esteja participando como parte dos gabinetes de crise. Representamos constitucionalmente a sociedade na tarefa de fiscalização e gerenciamento do SUS.

Não podemos ser excluídos desse momento.

 

Comissão Executiva do CES-RJ

Rio de Janeiro, 13 de maio de 2020

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s