Coronavírus

Primeiro dia útil de isolamento da capital: veja quem pode usar o transporte público

Quem pode embarcar para o Rio

Diante das medidas de restrição implementadas pela prefeitura e pelo governo do estado para conter o avanço do coronavirus, medidas publicadas em decreto limitam o uso do transporte público para a capital. Veja quais categorias estão liberadas das restrições:

Servidores públicos (inclusive aqueles relacionados às Forças Armadas, bombeiro militar e agentes de segurança pública);

Profissionais da saúde (inclusive individuais que prestem serviços de atendimento domiciliar, menos os serviços de natureza estética);

Pacientes em tratamento de saúde, com um acompanhante, desde que estejam com atestado médico, agendamento ou outro documento que comprovem a condição médica;

Funcionários de bares, restaurantes e lanchonetes;

Empregados de farmácias e drogarias;

Trabalhadores de pet-shops e veterinárias;

Revendedores de água e gás;

Profissionais do setor de serviços, como transporte e logística, limpeza e manutenção;

Porteiros e vigilantes;

Garis;

Profissionais da imprensa e de telecomunicações;

Agentes funerários;

Frentistas;

Funcionários das indústrias de alimentos, farmacêutica, higiene e limpeza.

Saiba quem são os profissionais autorizados a se deslocar entre municípios

Estações fechadas

Além da triagem da PM na porta, meios de transporte também fecharam parte das estações.

Na Supervia, nove estações não estão funcionando:

Ramal Japeri: Paracambi, Lagos, Presidente Juscelino e Olinda;

Ramal Belford Roxo: Coelho da Rocha, Agostinho Porto e Vila Rosali;

Ramal Saracuruna: Campos Elíseos e Jardim Primavera.

A Estação Corte 8, que chegou a ser fechada no sábado, reabriu nesta segunda.

Na CCR Barcas, estão desativadas as linhas Praça-15-Charitas e Praça 15-Cocotá.

O controle de acesso montado pela Polícia Militar no transporte público do Grande Rio formou filas no início da manhã desta segunda-feira (23), o primeiro dia útil do isolamento da capital.

Desde sábado (21), somente trabalhadores de serviços considerados essenciais (veja a lista abaixo) podem entrar no Município do Rio. A restrição faz parte de um pacote de medidas do governo do estado para conter o avanço do coronavírus.

Policiais militares conferem carteira de trabalho ou crachá dos passageiros para liberar o acesso. Quem não pertencer às categorias liberadas precisa voltar para casa.

Às 6h30, a fila da triagem na Estação Nova Iguaçu da Supervia tomava os três lances da rampa de acesso e se estendia pela calçada.

Trens, barcas, ônibus e BRT funcionam com restrições
Embora menores, no mesmo horário, filas se formavam na Estação Arariboia da CCR Barcas e na Estação Pavuna do metrô. Lá, às 7h, a espera era de meia hora.

O decreto do governador Wilson Witzel determina que a capacidade de lotação de todos os meios de transporte do estado seja restrita à metade.

O Passe Livre dos estudantes foi suspenso — o de idosos e deficientes está mantido.

Com informações G1

Categorias:Coronavírus

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s